sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Como se Prevenir da Queda de Cabelo


Como prevenir a queda capilar

Ao falar sobre queda de cabelo, é importante destacar que é normal cair de 100 a 150 fios por dia, apesar dessa quantia variar bastante de uma pessoa para outra. Essa perda de cabelo é necessária para que o ciclo de vida do cabelo proceda de forma natural. No entanto, ao observar uma diminuição efetiva do volume capilar ao longo do tempo, o indivíduo deve realmente começar a se preocupar. Afinal, trata-se de um sinal de que há uma perda progressiva do volume, muitas vezes rápida, e que deve ser investigada.
Atualmente, ao perceber que está ficando calvo, o indivíduo tem à disposição alguns tratamentos que podem acabar com o seu problema. Depois que o fio efetivamente cair, as soluções se limitarão aos transplantes. O site Clube dos Carecas, que não tem fins lucrativos, foi criado por um empresário para auxiliar as pessoas que estão começando a se tornar calvas. A ideia é orientar as pessoas que, muitas vezes, não sabem o que fazer, como fazer e quem devem procurar.

Queda capilar e quebra dos fios

É importante diferenciar a queda capilar da quebra dos fios. Geralmente, o uso de produtos químicos e derivados pode causar a quebra dos fios. Neste caso, o cabelo pode ficar com uma aparência indesejável, mas depois ele voltará a crescer. Isso difere do processo de afinamento ou miniaturização dos cabelos, que provoca a queda capilar. Trata-se de um quadro mais difícil, e que não é causado pela tintura. Logo, deve-se fazer um diagnóstico e tratamento antecipado.
Em se tratando de escova progressiva, desde que o profissional a faça mantendo certa distância do couro cabeludo, o procedimento não tende a se tornar prejudicial. Não se trata de uma recomendação para fazer a escova, mas ela não é o fator mais grave. O grande problema é aquela mulher que penteia e escova o cabelo diariamente, puxando intensamente os fios.

Tratamento precoce

Quando o indivíduo apresenta graus de calvície visíveis, isso significa que ele já perdeu de 30% a 50% de sua massa capilar. Logo, tanto no caso do homem como no da mulher, o diagnóstico deve ser precoce e o tratamento deve ser instituído o quanto antes. Assim, há maiores chances de se obter uma resposta positiva.
De uma maneira geral, o dermatologista, profissional que trata o cabelo, está apto a fazer um exame aprofundado através de um dermatoscópio. O importante é que o exame possibilita a visualização dos primeiros fios finos. Assim, o indivíduo poderá começar o devido tratamento.

Artigo relacionado: conheça o tratamento com minoxidil + finasterida para queda de cabelo.
Outro exame (feito nos Estados Unidos e em cerca de 20 países) consiste na coleta das células da mucosa da boca. Em seguida, as células são encaminhadas para análise. O teste pode ser feito a partir dos 18 anos, porém, é possível efetuar o exame em menores de idade, desde que haja autorização dos pais.
Caso o exame dê positivo, isso significa que há cerca de 70% de probabilidade do indivíduo em questão desenvolver uma calvície relevante, o que vale tanto para homens quanto para mulheres. Porém, antes de iniciar o tratamento é necessário investigar as causas do problema mais a fundo, e ao descobri-las, será possível tomar atitudes preventivas.

O perigo da automedicação

Quando alguém passa por qualquer processo de rarefação, afinamento ou perda capilar, o correto não é se automedicar, ou seja, buscar produtos em prateleiras de supermercados ou drogarias. Em vez disso, o ideal é dar início a uma investigação detalhada, pois como dito anteriormente, a queda de cabelo é multifatorial, logo, são várias as causas que podem determiná-la. Assim, se não há um diagnóstico e uma análise aprofundada da causa, a perda capilar não será interrompida, ao contrário, existe o risco de haver uma aceleração e uma perda muito importante da densidade capilar, o que nem sempre é passível de reversão.
Quando se observa uma diminuição efetiva da densidade do cabelo que vem se agravando com o passar do tempo, a melhor conduta é procurar por um especialista para uma melhor investigação. Cabe lembrar que investigar a queda capilar é algo ligeiramente complexo, uma vez que envolve patologias, situações relacionadas à dieta, além de circunstâncias emocionais e psicológicas. Portanto, existem vários fatores que devem ser investigados.

Causas da queda de cabelo

Como afirmado anteriormente, a queda de cabelo é multifatorial, ou seja, são inúmeras as causas que levam à fragilidade e perda capilar.

Outros tratamentos

Tratamento para a acne

Aparelhos de última geração prometem corrigir marcas indesejadas provocadas pela acne em até duas semanas. Esses equipamentos agem queimando as microporções danificadas da pele. Posteriormente, o organismo elimina essas partes "queimadas", substituindo-as por uma pele renovada e normal.

Tratamento para a celulite

Os pequenos sulcos característicos da celulite, que tanto incomodam as mulheres, podem ser removidos através do processo de preenchimento com gás hialurônico. A técnica permite um resultado imediato, rápido e também reduz o número de sessões, já que o tratamento para celulite costumava necessitar de 20 a 40 sessões. Portanto, o procedimento pode diminuir as idas da paciente ao dermatologista.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Pessoas Feias e Pessoas Pobres


“Não existem pessoas feias, o que existem são pessoas pobres.”


A palavra “pobre” tem uma conotação muito forte, e a afirmação acima é um tanto equivocada, uma vez que até pessoas com poder aquisitivo menos favorecido são capazes de ficar bonitas. Trata-se apenas da questão de querer se cuidar; então, nesse caso, a frase só faria sentido se usássemos a palavra “pobre” não no sentido financeiro, e sim no sentido de pobreza de espírito.

Beleza e cuidado são dois conceitos que estão muito associados, por exemplo, uma mulher não precisa ir até a manicure e gastar muito dinheiro para ficar bonita, ela mesma pode cuidar de suas unhas em casa, por exemplo. Ou ainda, ela pode usar uma roupa bonita, mesmo que não seja de nenhuma grife famosa. O ponto chave nesse contexto é ter bom gosto, e para isso, nem sempre o dinheiro é necessário.

Cada indivíduo deve entender o que o seu próprio tipo físico permite, e não apenas usar o que está na moda. A pessoa deve se cuidar, independente de sua situação financeira. Entende-se como cuidado, ações como, por exemplo, lavar o cabelo, escovar os dentes, utilizar algum tipo de maquiagem, lixar as unhas, usar uma roupa limpa e bem passada etc. Além disso, é preciso sempre buscar o equilíbrio emocional, uma vez que uma pessoa pode até estar com uma roupa limpa e mesmo assim não estar bonita, se seu estado de espírito não estiver favorável a isso.

Cabe lembrar também a importância da questão da vaidade nesse contexto. A vaidade natural é saudável, porém, sem passar do ponto de forma desmedida, esse excesso pode ser muito prejudicial, e a busca incessante pela beleza pode trazer prejuízos físicos e psicológicos para as pessoas.

Beleza e valores internos


Hans Urs von Balthasar, teólogo holandês, associou o senso da beleza com o religioso. Segundo ele, Deus é belo porque se põe ao lado daquele que é humano. Afinal de contas, qual a relação da beleza com bom senso, caráter e valores internos? Esse tipo de beleza surge de cada um, a partir do momento em que um indivíduo tem caráter e é idôneo, então ele pode ser considerado uma pessoa bela. Porém, as pessoas que apresentam esse desvio de comportamento, muitas vezes nem sequer percebem que estão no caminho errado. Ou seja, a pessoa eventualmente pode acreditar que está caminhando corretamente com seu comportamento, quando na verdade está indo pelo caminho oposto. De nada adianta um indivíduo ser belo, porém vazio.

Beleza e faixa etária


Além disso, podemos notar que o padrão de beleza também muda à medida que as pessoas amadurecem, e conforme as situações vão sendo vivenciadas. Por exemplo, aos 18 anos, as pessoas apresentam um comportamento de padrão de beleza, aos 25 anos, isso já poderá ter mudado, e aos 40, novamente pode haver uma mudança. Ou seja, essa é uma questão que depende muito da faixa etária em que o individuo se encontra. Existem determinadas faixas etárias nas quais a mídia e a sociedade acabam influenciando muito nas decisões e pensamentos. Já em outras faixas etárias, isso ocorre com menor frequência, pois a pessoa se sente mais centrada, passa a se aceitar e a se descobrir bela. Esse ato de se descobrir bonito é algo muito importante, e a partir daí cada indivíduo irá construir seu próprio padrão de beleza.

Ao analisarmos estudantes universitários no início da graduação, por exemplo, iremos perceber um tipo de perfil, e no final dessa mesma graduação, já é possível perceber mudanças em seu comportamento, o que geralmente acaba sendo progressivo e próprio para cada pessoa. Trata-se de um amadurecimento natural do ser humano, ainda que possam existir alguns indivíduos que nunca irão amadurecer. Entretanto, para a maioria das pessoas, à medida que o tempo passa, a tendência é que cada um encontre o que existe de bonito em si mesmo, e então passe a investir nisso.

Finalmente, podemos entender que é impossível dissociar beleza com a construção do ser na sua totalidade. A pessoa bela é realizada, e a pessoa realizada transmite beleza.